Menu

Ministério da Saúde faz remanejamento de aparelhos respiratórios

Nesta semana, a capital Manaus (AM), recebeu o auxílio de 15 aparelhos respiratórios

Banners

Aparelhos respiratórios Foto: Divulgação

Nesta semana, Manaus, capital do Amazonas, recebeu o auxílio de 15 aparelhos respiratórios. Essencial para o tratamento de casos graves da Covid-19, o equipamento é utilizado quando o pulmão do paciente está muito comprometido e ele não consegue respirar sozinho.

Os equipamentos foram emprestados pela Rede D'Or São Luiz, a pedido do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. De acordo com dados do Ministério da Saúde, o Brasil tem hoje 65.411 respiradores, sendo 46.663 na rede pública e 18.748 disponíveis na rede privada de saúde. Segundo Mandetta, o objetivo da ação foi fortalecer a estrutura do Sistema Único de Saúde (SUS) no país.

“Tive que pegar respirador de um estado, mandar pela FAB para Manaus, para tentar trabalhar o Brasil com um cenário. Se aumentar muito em alguns locais, talvez a gente transfira de outro local para conseguir um ponto de equilíbrio no nosso sistema de saúde, que vai ser muito estressado.”

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, ressaltou ainda que neste momento é importante reforçar a assistência em locais que ainda não têm um grande número de casos confirmados da doença..

“O que a gente quer evitar é que tenhamos grandes centros como Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, capitais na orla com surtos, fortes epidêmicos em paralelo ao mesmo tempo. Aí realmente seria muito difícil. Então, esse somatório de ações para diminuir a mobilidade é muito importante.”

O Governo Federal destinou R$ 9,4 bilhões para fortalecer a rede pública de saúde no enfrentamento à Covid-19. O recurso será destinado para aquisição de ventiladores pulmonares, novos testes diagnósticos, medicamentos e outros equipamentos para a rede hospitalar. 

Para mais informações, acesse: saude.gov.br/coronavirus.

Alexandre Penido

Profissional com bacharelado em Comunicação Social - Jornalismo, com mais de 11 anos de formado. Nove anos de experiência profissional em assessoria de imprensa e radiojornalismo institucional, relacionados à saúde e à política. Atuação em campanha política de rádioweb e coordenação da Web Rádio Saúde do Ministério da Saúde. Participação no atendimento de temas relevantes para saúde como Zika Vírus, Mais Médicos, Gripe, Ebola, Judicialização de medicamentos, Orçamento da Saúde, Economia da Saúde.


Cadastre-se

LOC.: Nesta semana, Manaus, capital do Amazonas, recebeu o auxílio de 15 aparelhos respiratórios. Essencial para o tratamento de casos graves da Covid-19, o equipamento é utilizado quando o pulmão do paciente está muito comprometido e ele não consegue respirar sozinho.

Os equipamentos foram emprestados pela Rede D'Or São Luiz, a pedido do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. De acordo com dados do Ministério da Saúde, o Brasil tem hoje 65.411 respiradores, sendo 46.663 na rede pública e 18.748 disponíveis na rede privada de saúde. Segundo Mandetta, o objetivo da ação foi fortalecer a estrutura do Sistema Único de Saúde (SUS) no país.

TEC./SONORA: Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.
 

“Tive que pegar respirador de um estado, mandar pela FAB e mandar para Manaus, para a gente tentar trabalhar o Brasil com um cenário. Porque se aumentar muito aqui, talvez a gente equipamentos de um local e transfira para ver se a gente consegue dá um ponto de equilíbrio para o nosso sistema de saúde que vai sim ser muito estressado”.

LOC.: O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, ressaltou ainda que neste momento é importante reforçar a assistência em locais que ainda não têm um grande número de casos confirmados da doença.

TEC./SONORA: Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.
 

“O que a gente quer evitar é que nós tenhamos grandes centros como o Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, capitais na orla com surtos, fortes epidêmicos em paralelo ao mesmo tempo. Aí realmente seria muito difícil. Então, esse somatório de ações para diminuir a mobilidade é muito importante.”

LOC.: O Governo Federal destinou R$ 9,4 bilhões para fortalecer a rede pública de saúde no enfrentamento à Covid-19. O recurso será destinado para aquisição de ventiladores pulmonares, novos testes diagnósticos, medicamentos e outros equipamentos para a rede hospitalar. 

Para mais informações, acesse: saude.gov.br/coronavirus.